PROPOSTA PEDAGÓGICA

31/03/2010 17:25

 PROJETO PEDAGÓGICO

2010

   PROPOSTA PEDAGÓGICA

 

Diretrizes da proposta de trabalho

 

Nossa proposta de trabalho visa a revisão do educador da prática e postura do educador através do trabalho coletivo, observando todos os segmentos de atuação do educando no decorrer do ciclo  (social, político e econômico). Onde os mesmos valorizem a cultura e tê-la como parâmetro para o enriquecimento do conhecimento, aprender a aprender com a apresentação de temas transversais. Conscientizar o educando da necessidade de valorizar o ambiente escolar como um todo e vê-la como provedora de conhecimento que o levará ao exercício da cidadania com ética, autonomia, auto-estima e acima de tudo com uma visão critica e autônoma, protagonista de sua própria transformação e crescimento.

 

“O projeto da escola depende, sobretudo, da ousadia dos seus agentes, da ousadia de cada escola em assumir-se como tal, partindo da “cara” que tem, com seu cotidiano e o seu tempo-espaço, isto é, o contexto histórico em que lá se insere. Projetar, “lançar-se para frente”, antever um futuro diferente do presente. Projeto pressupõe uma ação intencionada com um sentido, explícito, sobre o que se quer inovar.

                                                                                                                   Moacir Gadotti

 

 

Com base neste pressuposto e pensando em inovar ,nossa U.E espera que nossos alunos ao concluir o Ensino Fundamental tenham suas  potencialidades desenvolvidas, compreendendo a realidade em que vive e seu papel social no grupo e no mundo; lendo , escrevendo, interpretando e solucionando problemas que facilitem sua vida e com competências e habilidades para prosseguir os estudos.Que no  final do Ensino Médio nossos alunos tenham desenvolvido habilidades e competências para que possam se lançar ao mercado e trabalho e dar continuidade aos estudos. Tornando-se um cidadão critico e capaz de desenvolver seus próprios interesses.

O Projeto Pedagógico desta Unidade Escolar, é baseado nas reflexões das práticas de ensino e de seus resultados nos anos anteriores. Com a correção de falhas e organização de novas estratégias de abordagem e ações. Visando a melhoria do ensino e aprendizagem.

 

  

A Escola Estadual Orígenes Lessa, situada à Rua Padre Antonio Tomás, nº 85, no Jardim Santa Elizabete, em Diadema - SP terá como objetivo principal o aperfeiçoamento do trabalho pedagógico com vistas à superação de defasagem e contextualização do ensino às reais necessidades dos educadores; respeitadas as disposições legais e objetivando a consecução do seu papel social. É importante frisar que os resultados apresentados nos últimos anos não refletiram positivamente o que foi planejado e desenvolvido. Os percentuais de evasão e retenção apontam para um crescimento negativo em face às propostas de superação elaboradas pelo grupo. Mesmo que ocorram (eventualmente) transferências, matrículas suplementares e evasões por motivos diversos, essa oscilação não deve penalizar a qualidade do trabalho. A escola, como provedora de conhecimentos, de forma adequada à conjuntura, deve levar ao aluno a consciência da necessidade da escola para uma vida mais digna, mais saudável e, portanto, melhor. Para tanto, é preciso planejar melhor e desenvolver a contento tudo o que propuser. Somente assim os índices de retenção tenderão a cair e a escola, objetivamente, cumprirá sua função na sociedade. Entende a mesma, como pressuposto básico, a criação de valores humanos e cidadãos críticos, autônomos, de elevada auto-estima e com potencial de participação e transformação social. Todos os envolvidos neste processo contribuirão - dos gestores aos funcionários - em suas especificidades, para o alcance das metas propostas, num trabalho articulado pela formação do educando dentro e fora da sala de aula. A criatividade e imaginação, aliados ao talento e à vontade de cada envolvido neste processo, contribuirão para o enaltecimento da escola e melhoria da qualidade do ensino. Assim, pretendem os gestores, a valorização de todos os profissionais em pauta, dos espaços de discussão e avaliação para a realização do trabalho pedagógico adequado.

 

   

 Ações

 

¨     Contextualizar os professores à importância e à necessidade do trabalho em grupo direcionando-o à interdisciplinaridade.

¨     Utilização dos temas transversais e interdisciplinares no desenvolvimento do exercício da cidadania e elevação da auto-estima.

¨     Realização de eventos e palestras com profissionais para a aproximação de alunos e comunidade.

¨     Reunião sistemática de pais para sensibilização sobre necessidade e importância da participação e acompanhamento no processo ensino-aprendizagem.

¨     Contextualizar ações de modo a tornar a escola mais atraente a pais e alunos.

¨     Avaliação diagnóstica dos alunos.

¨     Confecção de Projeto Piloto por série, trabalhando com suas diferenças e desenvolvendo Habilidades e Competências.

¨     Projeto de desenvolvimento interpretativo de textos e do raciocínio lógico.

 

 Objetivos Específicos

 

            O foco das ações da unidade escolar será a aproximação e participação efetiva dos pais e ou responsáveis no processo ensino-aprendizagem, destacando o comprometimento como veiculo de aperfeiçoamento ético e social de seus filhos e ou tutelados. Viabilização de ambiente propício a percepção de novas oportunidades, exercício da cidadania e educação pessoal existentes nos componentes curriculares e seus conteúdos. Despertando no educando a criatividade e a sensibilidade. Melhorando o convívio entre toda a comunidade escolar. Propiciando momentos de reflexão sobre o meio em que vivem.

            Promover a inserção de todos os alunos conforme suas necessidades, na dinâmica do processo de ensino-aprendizagem, desenvolvendo aluno com senso crítico e lógico, proficiente na língua.

            Reduzir intensamente as taxas de evasão e retenção através de acompanhamento e controle da freqüência do aluno na vida escolar, possíveis encaminhamentos a órgãos específicos como Conselho Tutelar, Assistência Social, Psicólogos UBS e outros, contribuindo assim na melhoria da educação do educando e sua participação na sociedade.

           

 Avaliação

 

            Esta será realizada de forma continua e paralela, promovendo o replanejamento para desenvolvimento de habilidades e reorientação de metodologias e práticas para superação de defasagens. A identidade cultural será considerada como indicadores de trabalho e de percepção da coerência e importância da relação entre conteúdos disciplinares e a vida prática.

 

 Recuperação  

 

            Atendendo a legislação vigente e contemplando os alunos com oportunidades, a Unidade Escolar desenvolverá a recuperação paralela com base em sugestões dos educadores para ações de superação de defasagens e aprimoramento do ensino e da aprendizagem. O planejamento, a ação e a atuação serão avaliadas de modo a indicar metodologias e conteúdos apropriados ao propósito inicial. Os educadores acompanharam os resultados do rendimento dos educandos através de reuniões de HTPC realizadas em conjunto com a equipe que participa das aulas de Recuperação.

 

 Metas à longo prazo

 

            Promoção dos alunos em suas múltiplas potencialidades.

            Formação de um aluno leitor, produtor autônomo/ crítico de textos de diversas linguagens.

 

 Metas à médio  prazo

 

            Integração e socialização (respeito) aluno-escola-familia-comunidade.

            Resgate de valores fundamentais no meio social (Ética, cidadania, pluralidade).

         Diminuição dos índices de retenção e evasão (Motivação/ permanência), adequação de proposta pedagógica e maior valorização do aluno, do trabalho docente e da Escola.

           

  Considerações Finais

 

             Conclui-se que a viabilização da Proposta Pedagógica pressupõe um construir e reconstruir em conjunto. Para tanto, Gestores, Educadores, Educandos, Funcionários, Comunidade local e toda a Comunidade Escolar deverão se imbuir na avaliação do processo e no redirecionamento de caminhos para que todos os objetivos propostos sejam atingidos. As questões: Como estamos caminhando? Estamos no caminhando certo? Quais são nossos indicadores no momento que nos apontam os resultados? E, o que precisamos mudar? Devem ser prioridade nos reflexão em HTPC’s e Planejamentos. Isto implica um trabalho coletivo e de responsabilidade individual da parte todos os envolvidos no processo de construção de um individuo critico e protagonista de sua própria vida.

 

http://www.rededosaber.sp.gov.br/portais/Default.aspx?alias=www.rededosaber.sp.gov.br/portais/spfe2009